Maneira de pensar - Plataforma Media

Maneira de pensar

A Maratona Internacional de Macau realiza-se este fim-de-semana. Muitos dos que se inscreveram para a prova estão a treinar em diferentes locais para se prepararem para a corrida. Entretanto, o Instituto dos Assuntos Municipais (IAM) tem em curso um plano de renovação de casas de banho públicas, o que tem causado transtornos aos utentes.

Vários desses espaços da zona do Reservatório encontram-se entre os que estão a receber remodelações. Ao lado do espaço dedicado às caminhadas e à corrida, um conjunto de casas-de-banho públicas está totalmente encerrado, situação que acaba por causar transtornos a quem recorrer àquela zona da cidade para prática desportiva. Mesmo se houver instalações sanitárias temporárias próximas das casas-de-banho públicas, a limpeza e higiene desses espaços provisórios desencoraja muitas dos utentes a utilizarem-nas. Além disso, muitos dos que praticam corrida junto às pistas na zona da urbanização dos Ocean Garden, na Taipa, acabaram também por ser prejudicados quando as duas casas de bano existentes no local fecharam para renovação. A pergunta que fica é: Será que, com o aproximar da Maratona de Macau, um evento em cujas diferentes corridas participam milhares de pessoas, as autoridades pensaram naqueles que aproveitam os tempos livres para fazerem um pouco de treino e que utilizam aquelas instalações?

O plano de renovação avançado pelo IAM pode ajudar as pequenas e médias empresas locais ligadas ao setor das obras, durante esta fase da pandemia, ajudando a garantir o emprego de trabalhadores locais. Além disso, acredito que ninguém é contra este plano de renovação. Porém, na operação real, fechar um grande número destas instalações ao mesmo tempo causa transtornos aos utilizadores, o que acaba por ser, de facto, uma forma de não pensar nas pessoas.

O mais importante numa operação destas é tornar aqueles espaços mais convenientes para os utilizadores. E por falar em fundos públicos, um membro do Conselho Consultivo para os Assuntos Municipais solicitou ao IAM que fornecesse a lista de sanitários públicos e despesas conexas, bem como o tempo e custos da última remodelação destes espaços, para que os cidadãos possam, cabalmente, examinar se o plano é razoável.

*Editor do canal chinês do Plataforma

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Editorial

Problemas na educação

Editorial

Preparação mental

Editorial

Combater a pandemia até ao fim

Editorial

A lição de 2020

Assine nossa Newsletter