“Não é uma obrigação exclusiva de Portugal o investimento na língua” - Plataforma Media

“Não é uma obrigação exclusiva de Portugal o investimento na língua”

 

O novo director do Instituto Português do Oriente (IPOR) defende que o apoio à promoção do português é obrigação de todos os que têm interesse na língua. Depois de quase meio ano à frente do IPOR, Joaquim Coelho Ramos revela os planos para o instituto. A Grande Baía e a Austrália são os destinos que se seguem. Mais haverá, se houver apoio das partes interessadas. 

Leia mais em Plataforma Media

Catarina Brites Soares 01.02.2019

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Opinião

Liberalismo selvagem

Opinião

A Carne De Porco É Cara? Criemos Porcos!

Opinião

Pedido de Compensação Americano Terá Lugar Amanhã

Opinião

O caminho da montanha

Assine nossa Newsletter