Estabelecer um Programa de Reciclagem de Materiais Anti-pandémicos

por Gonçalo Lopes
*Che Sai Wang

Com o levantamento da ordem para usar máscaras ao ar livre e de outras medidas antipandémicas em Hong Kong e o retorno à vida social normal, um grande número de novas máscaras, kits de testes rápidos de antigénio e materiais desinfetantes foram encontrados em estações de lixo em muitos distritos de Hong Kong.

Nos últimos três anos, as autoridades de Macau têm fornecido materiais de prevenção da pandemia e até março de 2023, um total de 51 rondas do Programa de fornecimento de máscaras aos residentes de Macau e nove rondas do Programa de fornecimento de reagentes para testes rápidos de antigénio aos residentes de Macau foram implementadas. 

Agora que a pandemia estabilizou e o país reduziu a classificação da COVID-19 para uma doença contagiosa de Classe B a 8 de janeiro de 2023, e como estes testes de ácido nucleico e testes rápidos de antigénio não são mais necessários para atravessar a fronteira com o interior da China, estes testes rápido vão expirar rapidamente.

De maneira a descartar adequadamente materiais como máscaras e kits de testes rápidos, muitas organizações em Hong Kong estão a organizar as suas próprias atividades de reciclagem. Algumas organizações doam máscaras para pessoas em necessidade em hospitais ou lares para idosos, outras oferecem workshops gratuitas para famílias que doam máscaras novas, e outras criaram esquemas através dos quais por cada máscara doada pelo público vouchers para compras são recebidos. Alguns artistas de Hong Kong até projetaram cadeiras feitas de máscaras recicladas.

Anteriormente, a ordem para usar máscaras ao ar livre foi suspensa conforme o progresso da pandemia, e a obrigatoriedade de usar máscaras em ambientes fechados foi relaxada em Macau, restaurando gradualmente a normalidade. A fim de prevenir a ocorrência de problemas semelhantes de desperdício de materiais de prevenção em Hong Kong, o vencimento do seu prazo de validade, e para reduzir o desperdício de recursos, o Governo da RAEM deveria compilar estatísticas sobre a quantidade total de material distribuído em Macau durante o período de controlo no passado, de modo a clarificar o posicionamento de futuras ações de reciclagem e formular um plano de reciclagem em conformidade.

Por exemplo, o governo da RAEM poderia criar um programa especial para recolher materiais de prevenção excedentes, especialmente máscaras e kits de teste prestes a expirar, e aumentar o entusiasmo e a vontade do público de participar do programa de reciclagem, distribuindo bilhetes de lotaria, ou colaborando com empresas para distribuir cupões de desconto. 

Após recolher estes materiais, materiais novos e reutilizáveis podem ser distribuídos por hospitais e lares para os idosos, onde podem ser bem aproveitados. Alternativamente, poderia ser considerada a distribuição gratuita de kits de teste recuperados, máscaras e outros materiais antipandémicos para artistas locais, de modo que possam ser usadas para fins criativos, como concursos para estimular o desenvolvimento das artes locais.

À medida que a pandemia progride e a economia de Macau recupera, espera-se que o Governo da RAEM faça preparativos para racionalizar a utilização dos recursos disponibilizados para combater a epidemia, evitar o desperdício de recursos, reduzir a poluição secundária e realizar o objetivo ambiental da construção de uma Macau verde.

*Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!