Empresa Kalashnikov vai produzir drones para a Rússia

por Gonçalo Lopes

“Estamos a desenvolver uma linha de aparelhos não tripulados, o que é especialmente importante nas atuais condições. Trata-se de drones táticos. Quer dizer, todos os que não são lançados a partir de aeródromos. Esse é o nosso nicho”, disse Alán Lushnikov na televisão estatal.

Destacou que os drones fabricados pela Kalashnikov tiveram um rendimento “muito bom” no quadro da invasão russa da Ucrânia, pelo que a empresa se propõe “aumentar a produção e desenvolver novos” modelos.

Em agosto, Lushnikov garantiu que a empresa iria centrar-se na produção de drones suicidas Lancet e Kub, mas não aumentar a produção de outros aparelhos.

Recentemente, o presidente russo, Vladimir Putin, assegurou que cada pelotão do Exército russo deve dispor de um drone para combater o “inimigo” na Ucrânia, cujo território tem sido bombardeado nos últimos meses pela Federação Russa com aparelhos produzidos em países como o Irão.

Leia mais em Jornal de Notícias

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!