Padres proibidos de exercer cargos públicos e políticos

Padres proibidos de exercer cargos públicos e políticos em Angola e São Tomé

A Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) proibiu, ontem, todos os clérigos de assumirem cargos públicos de acessoria aos governos provinciais e a empresas públicas e privadas.

Segundo a CEAST, os prelados católicos estão, igualmente, proibidos de fazerem parte do conselho de direção de associações sindicais, a não ser que, a juízo da autoridade eclesiástica competente, o exija a defesa dos direitos da Igreja ou a promoção do bem comum. Por outro lado, refere a CEAST, sem licença do bispo diocesano, os padres católicos não podem, igualmente, se inscrever na função pública.

Leia mais em O País

Related posts
PortugalSociedade

Igreja tem de "pedir perdão" a vítimas de abuso sexual

MundoSociedade

Ex-bispo admite que encobriu abuso sexual de menores por 25 anos

Sociedade

A "mais valiosa joia" na coroa de Fátima é uma bala

Portugal

Igreja mantém missas e funerais mas suspende casamentos e batizados em Portugal

Assine nossa Newsletter