Canta Joana, canta - Plataforma Media

Canta Joana, canta

Joana Freitas, jornalista na TDM, foi proibida de cantar. A companhia alega que ela “denigre a imagem da empresa” quando sobe ao palco que a faz feliz. Volto atrás, releio a notícia… primeiro, não consigo perceber; depois, custa-me a acreditar. O que é que é que a TDM tem a ver com o concerto da banda Concrete/Lotus na Festa da Lusofonia? A que propósito a estação pública de televisão veste a pela de polícia de costumes? É surreal. Mais estranho ainda: está mesmo a acontecer. 

Leia também: TDM afirma ter removido conteúdos de programa e telejornal

O que de facto denigre a imagem da TDM é esta ideia troglodita de proibir alguém de cantar. Seja qual for a voz que se cale; cante ela o que cantar. Mais inacreditável é a administração da empresa entender que o contrato de trabalho lhe confere poderes sobre os direitos de imagem e controlo sobre as atividades culturais do trabalhador. 

Só mesmo a Joana poder cantar espanta o mal que nos faz a TDM querer calá-la

É público que há tensões na redação portuguesa da TDM, agudizadas no contexto do “jornalismo patriótico”. Admita-se, por hipótese, que a pressão para tirar Joana do palco é tomada num quadro emocional de tensões editoriais e relacionais na TDM… Nesse caso, mais importante ainda é exigir que a estação pública de televisão respeite a legalidade, a ética laboral, os seus trabalhadores e a ideia de sociedade em Macau, onde a liberdade de expressão cultural não pode ser torpedeada. E quando o pior exemplo vem de uma empresa Media estatal… pior ainda. Se há conflitos, então que sejam dirimidos em local próprio, de forma proporcional, com transparência e sobre matéria que diga respeito à TDM.  

Leia mais sobre o assunto: António José de Freitas é presidente do Conselho de Administração da TDM

Não percebo o quadro mental que produz esta decisão. Nem entendo como é que a tutela política a permite. Sei que não se pode calar a Joana. É muito importante a Joana poder cantar. Só mesmo a Joana poder cantar espanta o mal que nos faz a TDM querer calá-la.  

*Diretor-Geral do PLATAFORMA

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Editorial

A crise depois da crise

Editorial

A verdadeira mudança de regime

Editorial

Pés na Terra

Editorial

Ser patriota não chega

Assine nossa Newsletter