GP Motos: Obrigatoriedade de quarentena coloca em risco corrida - Plataforma Media

GP Motos: Obrigatoriedade de quarentena coloca em risco corrida

O 54º Grande Prémio de Motos de Macau corre um sério risco de não se realizar este ano.

O cumprimento injuntivo de uma quarentena de 14 dias num hotel da cidade antes do evento está a deitar por terra a vontade da Comissão Organizadora do GP Macau em reunir novamente os ases das corridas de estrada na RAEM no final do ano. Isto, porque grande parte dos pilotos e das equipas considera impraticável esta medida introduzida devido à covid-19.

Apesar de estar inscrito na prova, o pluri-vencedor da prova Michael Rutter disse, na sexta-feira, à Rádio Macau, que caso esta obrigatoriedade se mantenha, “o mais certo é não correr em Macau em Novembro”. O Macau Daily Times já tinha avançado que dez dos vinte e sete concorrentes que foram convidados a participar na prova de 2020, exactamente os mesmos que correram na edição de 2019, já tinham demonstrado a sua indisponibilidade perante este cenário.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
ChinaDesporto

Avô, filho e neto pela primeira vez juntos na Taça GT Macau

DesportoMacau

Robert Huff, rei de Macau

DesportoMacau

Ho Iat Seng sem certezas sobre Grande Prémio de Macau no próximo ano

DesportoMundo

Lewis Hamilton conquista o Grande Prémio de Portugal e faz história no Algarve

Assine nossa Newsletter