GP Motos: Obrigatoriedade de quarentena coloca em risco corrida - Plataforma Media

GP Motos: Obrigatoriedade de quarentena coloca em risco corrida

O 54º Grande Prémio de Motos de Macau corre um sério risco de não se realizar este ano.

O cumprimento injuntivo de uma quarentena de 14 dias num hotel da cidade antes do evento está a deitar por terra a vontade da Comissão Organizadora do GP Macau em reunir novamente os ases das corridas de estrada na RAEM no final do ano. Isto, porque grande parte dos pilotos e das equipas considera impraticável esta medida introduzida devido à covid-19.

Apesar de estar inscrito na prova, o pluri-vencedor da prova Michael Rutter disse, na sexta-feira, à Rádio Macau, que caso esta obrigatoriedade se mantenha, “o mais certo é não correr em Macau em Novembro”. O Macau Daily Times já tinha avançado que dez dos vinte e sete concorrentes que foram convidados a participar na prova de 2020, exactamente os mesmos que correram na edição de 2019, já tinham demonstrado a sua indisponibilidade perante este cenário.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
DesportoMacau

GP Macau: FIA e organizadores na expectativa quanto a nova edição

DesportoMacau

Grande Prémio: Macau quer manter lugar no calendário internacional

ChinaDesporto

Avô, filho e neto pela primeira vez juntos na Taça GT Macau

DesportoMacau

Robert Huff, rei de Macau

Assine nossa Newsletter