UE: Tribunal de Contas alerta para riscos geopolíticos do investimento chinês - Plataforma Media

UE: Tribunal de Contas alerta para riscos geopolíticos do investimento chinês

Os investimentos por firmas estatais da China na União Europeia (UE) podem ter implicações geopolíticas, que afectam a competitividade dos países membros, indicou ontem o Tribunal de Contas Europeu, numa avaliação às oportunidades e riscos desta tendência.

Numa altura em que a UE tenta fechar um tratado de investimento com Pequim que garanta maior acesso ao mercado chinês pelas empresas europeias, os auditores europeus alertam que é necessária “mais unidade” para “lidar” com o investimento directo chinês na Europa.

Uma particularidade dos investimentos directos chineses é que são amplamente direccionados para áreas de importância estratégica: transportes e infraestruturas (29,1 por cento), tecnologias da informação e comunicação (12,4 por cento) ou energia (10 ,1 por cento). A indústria automóvel e a hotelaria e imobiliário representam 14,1 por cento e 11,2 por cento, respectivamente.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
Cabo VerdeEconomia

Cabo Verde já recebeu 19 milhões de euros em apoios da União Europeia

MoçambiqueSociedade

Moçambique/Ciclones: UE preocupada com famílias que continuam em situação vulnerável

MundoPolítica

Cidadãos que viajem por razões familiares isentos de quarentena na União Europeia

MoçambiquePolítica

União Europeia vai dar ajuda militar em Cabo Delgado

Assine nossa Newsletter