Perda de 400 milhões de empregos e desigualdade de género aumentou - Plataforma Media

Perda de 400 milhões de empregos e desigualdade de género aumentou

Organização Internacional do Trabalho preocupada com efeitos da luta contra o covid-19 na vida laboral.

Oimpacto da pandemia na vida laboral das pessoas foi mais severo do que o previsto pela Organização Internacional do Trabalho e traduz-se na perda de horas de trabalho e de emprego. De acordo com a 5ª edição da ILO Monitor: COVID-19 e o mundo do trabalho, verificou-se uma queda de 14% no horário global de trabalho durante o segundo trimestre de 2020 (abril, maio e junho), o equivalente à perda de 400 milhões de empregos a tempo completo. Este valor constitui um aumento acentuado em relação às previsões de 27 de maio, que previa uma queda de 10,7% (305 milhões de empregos).

Os novos números refletem o agravamento da situação em muitas regiões nas últimas semanas, especialmente nas economias em desenvolvimento.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
MundoSociedade

Coreia do Sul pretende alcançar “imunidade de grupo” em Novembro

CulturaLusofonia

Associação de Macau desafia comunidades lusófonas a retratarem pandemia

MacauSociedade

Vacinação gratuita em Macau abrange TNR e estudantes de fora

MundoPolítica

Atraso da vacina nos países mais pobres ameaça economias desenvolvidas

Assine nossa Newsletter