Sara W. indiciada por crimes de injúria e ameaça contra juiz do Supremo - Plataforma Media

Sara W. indiciada por crimes de injúria e ameaça contra juiz do Supremo

A líder do movimento “300 do Brasil” está em prisão preventiva desde segunda-feira. Por ter feito um vídeo com ameaças ao juiz Alexandre de Moraes do Supremo, que ordenou a sua prisão, Sarah Winter foi indiciada pelo Ministério Público pelos crimes de injúria e ameaça

A Procuradoria da República no Distrito Federal denunciou Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, pelos crimes de injúria e ameaça, praticados de forma continuada, contra o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes. A ativista teve prisão provisória decretada na segunda-feira (15).

As condutas, segundo o procurador da República Frederick Lustosa, foram veiculadas em canal no YouTube e na conta pessoal do Twitter da acusada.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Artigos relacionados
Eleitos

Não passarão!

Eleitos

Diabolizar a extrema-direita e branquear a extrema-esquerda.

MundoPolítica

Partido de extrema direita alemão destituiu membro que propôs ‘gasear’ migrantes

PolíticaPortugal

Marine Le Pen considera Ventura "grande líder político"

Assine nossa Newsletter