Chapéus com hélice para distanciar crianças geram controvérsia - Plataforma Media

Chapéus com hélice para distanciar crianças geram controvérsia

Os chapéus oferecidos pelo município de Arcos de Valdevez esta segunda-feira, no Dia da Criança, às crianças do ensino pré-escolar do concelho estão a gerar controvérsia. Têm uma hélice de 1,20 metros que “funciona como uma sugestão amiga de afastamento”, segundo descreve aquela autarquia no seu próprio site.

Nas redes sociais multiplicam-se as críticas e comentários favoráveis sobre o chapéu que impede as crianças de se aproximarem umas das outras. “Esta medida é contra o desenvolvimento saudável das crianças”, “Santa ignorância! As crianças vão sempre usar aquilo? Se fosse meu não usava e ainda fazia queixa à DGS” e “Coisa ridícula pelo amor de Deus!” são alguns comentários que se podem ler nas publicações do município, onde se veem crianças com os referidos chapéus.

Há, por outro lado, quem defenda “a boa intenção” da Câmara de Arcos de Valdevez, ao criar um kit com sete peças em polipropileno colorido e que pode ser montado pelas próprias crianças, e que forma uma hélice que é colocada na cabeça.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Related posts
AngolaBrasil

Pandemia agradece aos individualismos

Lifestyle

Adele chora ao cancelar espetáculos em Las Vegas devido ao Covid

MundoSociedade

Áustria é o primeiro país da UE a adotar vacinação obrigatória

BrasilSociedade

Laboratório diz que duas doses da Coronavac "neutralizam" Ómicron

Assine nossa Newsletter