“PEQUENA CORRUPÇÃO” DOMINA POLÍCIA EM TIMOR-LESTE - Plataforma Media

“PEQUENA CORRUPÇÃO” DOMINA POLÍCIA EM TIMOR-LESTE

A “pequena corrupção” que afeta a polícia timorense pode tornar-se  num grande problema para o Estado

A Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) está “minada pela pequena corrupção”, segundo um relatório da Fundasaun Mahein, a principal organização não-governamental (ONG) que faz monitoria à segurança no país.

Recentemente, segundo aquela ONG, diversos efetivos policiais foram aoanhados a venderem combustível destinado ao uso excluisivo daquela força policial. Este caso chamou a atenção para uma das preocupações da Fundasaun Mahein, de que a pequena corrupção alastra pela PNTL.

A organização diz ter recebido diversas queixas por parte de motoristas de terem sido forçados a pagar dinheiro a polícias de trânsito, sendo que a maioria dessas reclamações teve origem na comunidade de expatriados. Num dos casos, um motorista foi mandado parar pela polícia por conduzir fora de mão, mas teve que pagar muito mais do que o valor fixado na multa para reaver os seus documentos. Os polícias recusaram passar-lhe um recibo, argumentando que tudo se passava “entre amigos”. E o que mais inquietou a Fundasaun Mahein é que tudo isto aconteceu na esquadra de Balode, na qual toda a gente, inckundo o comandante, parecia estar a beneficiar com o esquema.

A organização diz estar alarmada com o facto da corrupção estar a alastrar e a sua prática ser aceite por todos os escalões da PNTL. Segundo a Fundasaun Mahein, esta situação deveria merecer o escrutínio do provedor, independentemente dos montantes envolvidos serem pequenos, “antes que a corrupção alastre e se torne sistémica entre as insitiuições públicas de Timor-Leste”.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter