Início Macau Macau ocupa 5.º lugar em ranking das regiões mais ricas em 2023

Macau ocupa 5.º lugar em ranking das regiões mais ricas em 2023

A revista financeira americana "Global Finance" anunciou recentemente o ranking dos países e regiões mais ricos do mundo em 2023. De acordo com o ranking, Irlanda, Luxemburgo e Singapura ficaram entre os três primeiros, respectivamente, seguidos de 4 a 10 por Catar, Macau, Emirados Árabes Unidos, Suíça, Noruega, Estados Unidos e São Marino. Hong Kong ocupa o 12º lugar.

Nelson Moura

A Global Finance informou que muitos das regiões mais ricas do mundo também estão entre os menores do mundo.

Mesmo durante a pandemia de COVID-19 e desaceleração económica global, a riqueza desses países diminutos permaneceu praticamente intocada, como San Marino, classificado em 10.º lugar, Luxemburgo em 2.º, Suíça em 7.º e Singapura em 3.º.

Essa classificação dos territórios mais ricos do mundo é baseada no PIB per capita ajustado pelo poder de compra (PPP). Macau tem um PIB per capita ajustado pelo PPP de 89,558 dólares americanos (cerca de 722,067 patacas), ocupando o 5.º lugar, superando outras economias desenvolvidas. A Irlanda está em primeiro lugar, com 145,196 dólares americanos (aproximadamente 1,1 milhão de patacas).

A Noruega está em 8.º lugar (82,655 dólares americanos), os Estados Unidos em 9.º (80,035 dólares americanos). Hong Kong está em 12.º lugar (74,598 dólares americanos), Dinamarca em 13.º (73,386 dólares americanos) e Taiwan em 14.º (73,344 dólares americanos).

Segundo o relatório, a riqueza nessas regiões vem principalmente de setores financeiros maduros e sistemas tributários, atraindo grandes investimentos estrangeiros, talentos profissionais e depósitos bancários. Enquanto o Catar (4º lugar) e os Emirados Árabes Unidos (6.º lugar) têm recursos petrolíferos abundantes, Macau (5.º lugar) beneficia do desenvolvimento de casinos e turismo.

O relatório destaca que, mesmo enfrentando três anos de restrições de fronteira devido à pandemia recente, Macau continua a ser uma das regiões mais ricas do mundo.

Enquanto o Catar (4º lugar) e os Emirados Árabes Unidos (6.º lugar) têm recursos petrolíferos abundantes, Macau (5.º lugar)

É importante notar que muitos desses países e territórios são considerados paraísos fiscais nesta classificação. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), até o final da década de 2020, cerca de 40 por cento dos fluxos de investimento estrangeiro direto global foram atribuídos a estratégias inteligentes de evasão fiscal, um aumento relativamente aos 30 por cento da década de 2010.

O relatório afirma: “Por outras palavras, esses investimentos são canalizados por meio de empresas de fachada, trazendo poucos benefícios económicos para os residentes dos destinos dos fundos”.

Segundo os dados estatísticos do FMI, o poder de compra per capita dos 10 países e regiões mais ricos do mundo ultrapassou os 105.000 dólares americanos, enquanto os 10 países mais pobres têm um poder de compra per capita de apenas 1,380 dólares americanos.

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!