Início Publicações Corporativas Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa mostra o encanto da integração cultural

Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa mostra o encanto da integração cultural

As várias actividades integradas no 5.º “Encontro em Macau - Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa”, complementado pelo Festival da Lusofonia, apresentou, entre Outubro e Dezembro, 70 sessões de programas e actividades, realçando o apelo da interação cultural e artístico sino-português na cidade.

Plataforma Studio

O evento, complementado pelo Festival da Lusofonia, apresentou, entre outubro e dezembro, 70 sessões de programas e actividades de extensão, divididas em sete séries, contando com a participação cerca de 600 artistas. Até à data, o Festival já atraiu cerca de 45.000 participantes.

Com o generoso apoio do Galaxy Entertainment Group, o 2023 GEG Festival da Lusofonia deste ano focou-se na cultura portuguesa, com demonstrações de artesanato e gastronomia, e convidando ainda vários artistas provenientes dos países e regiões de língua portuguesa e cerca de 30 grupos artísticos lusófonos de Macau para atuarem no evento, atraindo cerca de 23.000 visitantes.

Subordinada ao tema “Jardim da Leitura”, a Exposição de Livros Ilustrados em Chinês e Português contou com a participação de mais de 30 livrarias e editores, provenientes do Interior da China, de Macau, Hong Kong, Taiwan e Portugal. Durante dez dias consecutivos, foram exibidos no Auditório do Carmo, na Taipa, mais de 500 livros ilustrados e livros infantis em várias línguas, sobretudo em chinês e português, atraíram mais de 6.700 visitantes.

 

O Festival de Cinema entre a China e os Países de Língua Portuguesa deste ano teve como fio condutor “O Vestuário no Cinema”, reunindo cerca de 30 produções cinematográficas de destaque do Interior da China, dos Países de Língua Portuguesa e de Macau.

Nesta edição, teve lugar, pela primeira vez, uma sessão de exibição ao ar livre de filmes de animação numa zona histórica revitalizada, a Antiga Fábrica de Panchões Iec Long, onde a realização de uma série de actividades de extensão, como sessões de partilha após a exibição e workshops, procurou alargar os horizontes do público local e dos profissionais da indústria cinematográfica, e promoveu a cooperação e o intercâmbio cultural e artístico entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

O Fado é a música tradicional mais representativa de Portugal. No Festival, foi realizado o “Concerto de Camané com a Orquestra Chinesa de Macau” dirigido por Yao Shenshen, maestro permanente da Orquestra Chinesa de Xangai. Camané interpretou canções suas adaptadas a instrumentos musicais chineses, resultando numa fusão harmoniosa das sonoridades chinesa e portuguesa. O concerto, ao qual tiveram que ser adicionados mais lugares, gerou uma resposta altamente entusiástica do público.

A Exposição Anual de Artes entre a China e os Países de Língua Portuguesa, dedicada ao tema “Relações”, reuniu sete artistas provenientes do Interior da China, de Portugal, do Brasil, de Angola e de Macau, apresentando um total de 21 obras entre pinturas, instalações, vídeos e esculturas de grande escala, na Galeria de Exposições e Casa de Nostalgia das Casas da Taipa.

Através da apresentação das diferenças culturais entre diferentes lugares, a Exposição demonstrou o charme único do encontro e intercâmbio entre as culturas chinesa e lusófona e da fusão harmoniosa de culturas. A exposição está patente até 1 de Janeiro.

Para mais informações sobre as actividades mencionadas, é favor visitar a página electrónica temática, ou seguir a página “IC_Art” no Facebook ou a conta oficial do IC no WeChat, “IC_Art_Macao”.

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!