Início Cultura Escultura em grande escala do artista português Bordalo II inaugurada na Taipa

Escultura em grande escala do artista português Bordalo II inaugurada na Taipa

Duas peças de arte pública concebidas pelo artista português Bordalo II estão agora em exposição na Antiga Fábrica de Panchões Iec Long e nos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun por um período de seis meses.

Plataforma Studio

Pela primeira vez, obras de arte pública foram incluídas na Exposição Anual de Artes entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

Bordalo II, um artista de ‘street art’ português de renome foi convidado a Macau para criar esculturas ao ar livre no antigo local da Antiga Fábrica de Panchões Iec Long e nos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun, respetivamente.

Este é um dos eventos incluídos no 5.º “Encontro em Macau – Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa”.

As obras de Bordalo II podem ser vistas um pouco por todo o mundo todo o mundo. O artista especializa-se em transformar as ruas em telas, utilizando resíduos reciclados como material e dando uma nova vida a resíduos recolhidos como meio de chamar atenção para a proteção ambiental.

Uma das obras em exposição desta vez tem a forma de um panda, uma espécie chinesa única, que simboliza as características do intercâmbio cultural sino-português.

Bordalo II

Bordalo II, um artista de ‘street art’ português(esquerda). (Instituto Cultural)

Datas e Horários da Exposição

A área de exibição na Antiga Fábrica de Panchões Iec Long estárá aberta das 6:00 às 19:00 diariamente, incluindo feriados, mas estará encerrada às quartas-feiras das 15:00 às 19:00.

A exibição nos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun estará aberta 24 horas por dia, durante seis meses.

Além das obras de arte pública, a “Exposição Anual de Artes entre a China e os Países de Língua Portuguesa” está agora em exibição na Galeria de Exposições e na “Casa de Nostalgia” nas Casas-Museu da Taipa, com 21 pinturas, instalações e vídeos de artistas da China Continental, Brasil, Angola e Macau em exibição.

A exposição decorre até 1 de janeiro de 2024.

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!