Jorge Jesus quis mais um ala como Rafa e Benfica "ofereceu" Radonjic

Jorge Jesus quis mais um ala como Rafa e Benfica “ofereceu” Radonjic

O extremo estava referenciado pelas águias há algum tempo e agora surgiu a oportunidade de um empréstimo junto do Marselha. Jogador fez exames no domingo, assinou e foi “oficializado” à noite

Jorge Jesus já havia indiciado que, na sua visão estratégica para esta temporada, considerava necessário ter mais um elemento no ataque com capacidade de imprimir velocidade ao futebol do Benfica, uma espécie de agitador que pudesse, como Rafa faz muitas vezes pelo meio e pela direita, esticar a equipa de forma rápida e imprevista no último terço.

Radonjic estava, ao que O JOGO sabe, referenciado há algum tempo, correspondendo em pleno às qualidades desejadas por Jesus para ter dois alas capazes de atacar em profundidade e com valia técnica para forçar desequilíbrios. O internacional sérvio, aliás, carimba essa sua mais-valia: “A minha maior força é a velocidade. Tenho boa qualidade de drible, sou bom no um para um, sou forte a jogar com ambos os pés. Tive até, em janeiro, um registo de 37 quilómetros por hora em corrida”, alegou o extremo quando, no início de fevereiro passado, foi cedido ao Hertha pelo Marselha.

Na altura, o sérvio deixou claras as razões que o forçaram a sair do emblema francês, motivos esses que hoje ainda permanecem válidos. “Não tinha a certeza se jogaria no Marselha todas as semanas, mesmo fazendo boas partidas, por isso pensei sair”, justificou. Nesse meio ano na Alemanha, acabou por alinhar em apenas 12 partidas e, já esta época pelos marselheses, somou apenas 17 minutos. A ida para a Luz é, assim, uma nova oportunidade de renascer para Radonjic, que preenche um outro pré-requisito importante para Jesus, a altura: tem 1,85 metros.

Leia mais em O Jogo

Assine nossa Newsletter