Desmembramento da Economia abre disputa de cargos e Guedes deixa plano de emprego incompleto - Plataforma Media

Desmembramento da Economia abre disputa de cargos e Guedes deixa plano de emprego incompleto

Ministro, que era contra divisão da pasta, minimiza mudança e avalia que separação de outras secretarias seria mais nociva.

O anúncio do desmembramento do Ministério da Economia, com a recriação da pasta do Trabalho e Previdência, abriu uma disputa por postos considerados estratégicos no governo. O nome do atual secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, é cotado para mais de uma função enquanto técnicos relatam ambiente de incerteza sobre os cargos.

A criação do mais novo ministério do presidente Jair Bolsonaro representa uma perda de poderes para Paulo Guedes (Economia), que entrou no governo com a alcunha de “superministro”. Esta será a primeira vez que ele perderá uma de suas secretarias especiais.

Guedes deixará de ter o controle a área que formula as políticas de emprego do governo. Com isso, fica incompleto o trabalho de implementação de um programa para formalização de jovens, que tramita no Congresso.

Ele também não conseguiu promover uma desoneração da folha salarial das empresas e uma flexibilização das leis trabalhistas.

Guedes pretende seguir participando da formulação dessas medidas. Agora, no entanto, as ações não estarão sob seu comando e ele não terá poder de decisão final.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilEconomia

Desemprego deve continuar alto apesar de recuperação, dizem economistas

BrasilEconomia

Equipe de Guedes vê 'ciclo perverso' com crise elétrica, inflação e retomada

AngolaEconomia

Jovens desempregados de Luanda agarram-se a biscates “para sobreviver"

PolíticaPortugal

Bruxelas lamenta falta de acordo no Conselho sobre salários mínimos

Assine nossa Newsletter