Parte de foguetão pode regressar à Terra de forma não controlada e cair num local imprevisível

Parte de foguetão pode regressar à Terra de forma não controlada e cair num local imprevisível

O foguetão Long March 5B cumpriu a sua missão e fragmentou-se, mas há o risco de que a parte central, com 21 toneladas, possa cair na Terra

Parte do foguetão que enviou para o espaço o módulo Tianhe, lançado na semana passada pela China, pode resistir à entrada na atmosfera, o que significa que poderá cair na Terra, num local imprevisível.

A confirmar-se esta pode ser uma das maiores reentradas descontroladas na Terra. Alguns especialistas temem que os detritos do foguetão Long March 5B possam cair numa zona habitada.

O exército norte -americano identifica este detrito com cerca de 30 metros e 21 toneladas – a parte central do foguetão – pelo nome “2021-035B”. A sua trajetória pode ser acompanhada aqui.

Devido à velocidade a que de desloca, é impossível prever onde é que esta parcela do foguetão vai cair caso não seja completamente destruída na entrada na atmosfera.

Citado pelo jornal The Guardian, o astrofísico Jonathan McDowell, da Universidade de Harvard, nota que o mais provável é que o “2021-035B” caia no mar – já que 71% o planeta é coberto por água, mas lembra que na última vez em que a China lançou um foguetão Long March 5B acabaram por cair na Terra detritos que atingiram edifícios na Costa do Marfim.

Leia mais em TSF

Assine nossa Newsletter