Combate à obesidade infantil em Portugal comprometida pela pandemia - Plataforma Media

Combate à obesidade infantil em Portugal comprometida pela pandemia

Especialistas estão preocupados com novos hábitos alimentares em confinamento, sem aulas, e falta de atividade física.

Os confinamentos e as duas suspensões das aulas presenciais desde o início da pandemia podem estar a comprometer os avanços conseguidos no combate à obesidade infantil em Portugal.

Na última década, vários estudos revelaram que estavam a diminuir as crianças com excesso de peso, mas os especialistas estão preocupados com o tempo que os miúdos têm passado fechados em casa, mais sedentários, e com as mudanças alimentares.

Apesar dos estudos sobre os efeitos do confinamento sobre a obesidade das crianças serem poucos, não apenas em Portugal como em quase todos os países, a diretora do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde (DGS) admite que está preocupada.

“Temos algum receio que a pandemia possa ter vindo a comprometer os progressos que conseguimos alcançar nos últimos anos ao nível da redução da obesidade infantil, mas, neste momento, ainda não temos dados suficientes para fazer um diagnóstico”, refere Maria João Gregório à TSF.

Pais notam aumento de peso nos filhos

A pandemia obrigou o Governo a suspender as aulas presenciais por duas vezes num ano e há mais de um mês que os alunos voltaram para casa onde devem ficar quase sempre confinados. Um dos raros estudos que se conhece sobre a obesidade infantil durante a pandemia foi concluído recentemente por investigadores do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) no concelho de Cascais e revela que, no primeiro confinamento, entre março e abril de 2020, 35,4% dos pais notou um aumento de peso nos filhos, com 61% a não se preocuparem com essa tendência.

Leia mais em TSF

Related posts
PortugalSociedade

Vacinação de menores de 12 a 15 anos saudáveis só com prescrição médica

PortugalSociedade

Entre 53 países, Portugal está em 31.º na resposta à pandemia

PolíticaPortugal

"Acho que o Governo vai definir um novo discurso, que não pode ser o do medo"

Portugal

Pós-Covid: o que querem os clientes, o que atrai talento e até a gestão de risco

Assine nossa Newsletter