CHINA DISTINGUE PROFESSORES DE AVEIRO - Plataforma Media

CHINA DISTINGUE PROFESSORES DE AVEIRO

 

A China premiou no final de dezembro um casal de professores chineses da Universidade de Aveiro pelo seu papel na divulgação da cultura chinesa, na primeira distinção do género atribuída a personalidades ligadas a Portugal.

A professora Wang Suoying e o marido, Lu Yanbin, integram a lista das dez figuras homenageadas em 2014 na gala “a Luz da China”, uma iniciativa do Ministério da Cultura da China que já distinguiu, entre outros, o pianista Lang Lang, o basquetebolista Yao Ming e o ator de cinema Jackie Chan.

“É uma grande honra para nós, mas não é um prémio pessoal. Pensamos que este prémio significa, sobretudo, que a China valoriza o seu relacionamento com Portugal”, disse Wang Suoying à agência Lusa em Pequim.

Este ano, a “A Luz da China”, produzida em colaboração com a Televisão Central da China (CCTV), distinguiu também o compositor Tan Dun, o primeiro músico chinês galardoado com um Óscar de Hollywood, em 2001, pela banda sonora do filme “Crouching Tiger, Hidden Dragon”, de Ang Lee.

Pioneiros da introdução do ensino da língua chinesa como unidade curricular nas universidades portuguesas, na década de 1990, Wang Suoying e Lu Yanbin, ambos naturais de Xangai, vivem há mais de vinte anos em Portugal.

“Nunca me senti estrangeira em Portugal”, realçou Wang Suoying à agência Lusa.

Wang Suoying e Lu Yanbin são também autores de diversos manuais escolares, entre os quais um Dicionário Conciso de Chinês-Português.

Para o antigo ministro português da Educação Roberto Carneiro, que acampanhou o casal chinês na referida gala, o prémio “é inteiramente merecido”.

“As relações entre os países são personalizadas e este casal corporiza as boas relações entre Portugal e a China. Nós revemo-nos totalmente neste prémio”, disse Roberto Carneiro.

Segundo os organizadores, os dez premiados da edição de 2014 de “A Luz da China” foram selecionados entre uma lista inicial de 2.500 nomes, recomendados nomeadamente pelas embaixadas chinesas espalhadas pelo mundo. Entre os premiados de 2014 figuram ainda, entre outros, o escritor François Cheng (Cheng Baoyi), membro da Academia Francesa, radicado em França desde 1948, e o presidente da Associação de Chineses do Brasil, Li Shaoyu.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter