ATIVISTAS LABORAIS ACUSADOS DE DESOBEDIÊNCIA CIVIL - Plataforma Media

ATIVISTAS LABORAIS ACUSADOS DE DESOBEDIÊNCIA CIVIL

 

Polícia acusou líderes de manifestação contra os casinos de quebra de barreira.

 

Cinco pessoas ligadas à associação de trabalhadores dos casinos Forefront of Macau Gaming foram acusadas de desobediência qualificada por, alegadamente,  terem quebrado uma barreira policial durante o protesto geral de 25 de agosto, reveliu a TDM.

Segundo a estação, Ieong Man Teng e Lei Kuok Keong, presidente e vice-presidente da associação, respetivamente, foram constituídos arguidos pelo crime de desobediência qualificada, juntamente com outros três líderes do grupo. Há cerca de dois meses que a Forefront of Macau Gaming tem vindo a liderar manifestações contra as operadoras de jogo.

No protesto geral de 25 de agosto, convocado contra todas as operadoras de jogo, os manifestantes – que pediam aumentos salariais e melhores políticas de progressão na carreira – terão quebrado uma barreira policial. Duas semanas depois do protesto, os líderes da associação foram notificados.

“Se a polícia achou que tínhamos cometido algum crime, podia ter-nos detido e acusado naquele dia”, disse à TDM Lei Kuok Keong.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter