CAN2024: Seleções lusófonas brilham com Angola a impor empate à Argélia

As seleções lusófonas continuam a brilhar na da Taça das Nações Africanas de futebol (CAN), com Angola a impor ontem um empate à Argélia, depois da vitória de Cabo Verde e do empate de Moçambique no domingo.

por Nelson Moura

A seleção angolana, treinada pelo português Pedro Gonçalves, esteve a perder com a favorita Argélia desde o minuto 18, quando o avançado Baghdad Bounedjah, do Al-Saad, líder do campeonato do Qatar, abriu o marcador.

No entanto, Angola nunca se desorganizou e foi resistindo ao maior assédio ofensivo da seleção argelina, acabando por ser premiada com um lance na área contrária merecedor de penálti, convertido pelo avançado Mabubulu, que joga no Al-Ittihad, campeão em título da Arábia Saudita, conquistado na época passada sob o comando técnico do português de Nuno Espírito Santo.

Face ao favoritismo claro da Argélia, pela sua valia e pelo seu historial (duas vezes vencedor da CAN), este empate de Angola foi uma excelente resultado, que lhe abre boas perspetivas para um eventual apuramento para a fase seguinte.

A seleção angolana segue assim com um ponto, tal como a Argélia, no topo do grupo D, do qual fazem parte também as seleções da Mauritânia e do Burkina Faso, que se defrontam na terça-feira.

A proeza de Angola segue-se às que Moçambique e Cabo Verde já tinham alcançado no domingo, com a primeira a impor um empate a dois golos ao superfavorito Egito, recordista da competição com sete títulos, e a segunda a vencer o Gana, tetracampeão da competição, por 2-1.

Nos outros jogos de hoje, o Senegal, atual detentor do título, não sentiu dificuldades para bater a frágil seleção da Gâmbia, por 3-0, em jogo do Grupo C, com um golo de Pape Gueye, médio dos franceses do Marselha, aos quatro minutos, e um ‘bis’ do médio do Metz Lamine Câmara, aos 52 e 86 minutos.

A proeza de Angola segue-se às que Moçambique e Cabo Verde já tinham alcançado no domingo, com a primeira a impor um empate a dois golos ao superfavorito Egito (Photo by SIA KAMBOU / AFP)

Na outra partida do Grupo C, a seleção dos Camarões não foi além de um empate a um golo diante da congénere da República da Guiné, a qual chegou a estar em vantagem.

Mohamed Bayo inaugurou o marcador, logo aos 10 minutos, mas os ‘leões indomáveis’ empataram já na segunda parte, aos 51, por Frank Magri, avançado do Toulouse, adversário do Benfica no ‘play-off’ de acesso aos oitavos de final da Liga Europa.

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!