Especialistas admitem entrada na 5.ª vaga e defendem reforço da vacina nos mais novos - Plataforma Media

Especialistas admitem entrada na 5.ª vaga e defendem reforço da vacina nos mais novos

Os especialistas Manuel Carmo Gomes e Carlos Antunes estimam que se o índice de transmissibilidade, R (t), se mantiver acima de 1,1, o número de novos casos pode chegar aos 2000 diários na primeira quinzena de dezembro.

Especialistas da Faculdade de Ciências admitem que Portugal pode estar a entrar na 5.ª vaga de covid-19 e defendem o reforço da vacina em grupos etários onde os novos casos têm aumentado, mesmo que tenham baixo risco de doença grave.

Num artigo datado de segunda-feira, Manuel Carmo Gomes e Carlos Antunes, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, defendem que, para que o coronavírus não interfira com a normalização da vida dos portugueses, deve combinar-se a manutenção de uma elevada proteção da população com reforços de vacinação em faixas etárias onde têm aumentando mais os novos casos, mesmo que tenham menor risco de doença grave.

“Deve ser assegurada a manutenção de elevado grau de proteção imunológica da população portuguesa. Se necessário, administrando reforços vacinais em grupos identificados como tendo maior risco de infeção e de transmissão do vírus, e não apenas aos de maior risco para doença grave”, escrevem.

Leia mais em Diário de Notícias

Assine nossa Newsletter