Talibãs dizem controlar vale de Panchir mas há quem o negue -

Talibãs dizem controlar vale de Panchir mas há quem o negue

Os talibãs anunciaram, esta segunda-feira, que controlam totalmente o vale de Panchir, onde se tinha organizado a resistência desde que o movimento tomou o poder no Afeganistão, em meados de agosto.

No entanto, militantes opositores garantem que o anúncio dos extremistas é falso.

“Com esta vitória, o nosso país saiu completamente do marasmo da guerra. As pessoas vão viver agora em liberdade, paz e prosperidade”, declarou, em comunicado, o principal porta-voz do movimento fundamentalista Zabihullah Mujahid.

“Rebeldes foram mortos e os restantes fugiram. A respeitável população de Panchir foi resgatada aos sequestradores. Nós garantimos que ninguém será alvo de discriminação. São todos nossos irmãos e trabalharemos em conjunto para um país e um objetivo”, acrescentou.

A Frente Nacional de Resistência do Afeganistão (NRF) que combate contra os talibãs na província de Panchir nega o controlo da região pelas forças do Emirado Islâmico e assegura que os combates continuam.

“A afirmação dos talibãs sobre a ocupação do Panchir é falsa. As forças da NRF estão presentes em todas as posições estratégicas do vale para continuarem a luta”, indicou hoje o movimento através de uma mensagem publicada na rede social Twitter.

A mensagem foi publicada pouco depois de os talibãs terem assegurado o controlo do território do leste do Afeganistão.

O vale de Panchir, um enclave de difícil acesso, situado a 80 quilómetros a norte de Cabul, é o último foco da oposição armada aos talibãs, que conquistaram o poder em 15 de agosto e conseguiram a retirada das últimas tropas estrangeiras no país duas semanas depois.

Reduto antitalibã de longa data, a zona, tornada conhecida no final dos anos 1990, pela ação do comandante Ahmed Shah Massoud, assassinado pela rede terrorista Al-Qaida em 2001, abriga a Frente Nacional de Resistência (FNR).

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter