H&M deixa de usar algodão chinês e meses depois desaparece de sites de vendas na China - Plataforma Media

H&M deixa de usar algodão chinês e meses depois desaparece de sites de vendas na China

Várias plataformas de comércio eletrónico na China deixaram, esta quinta-feira, de mostrar a loja digital da marca de vestuário sueca H&M, meses depois de a empresa ter anunciado a suspensão da utilização do algodão de Xinjiang.

A decisão da marca deveu-se à alegada utilização de trabalho forçado no setor naquela província autónoma do noroeste da China.

De acordo com a agência de notícias espanhola EFE, as pesquisas da marca sueca nas plataformas JD.com, Taobao, Tmall e Pinduoduo não produziram quaisquer resultados.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
ChinaMundo

Xinjiang: Embaixador nos EUA considera “genocídio uma mentira absoluta”

ChinaReligião

China “preparada” para receber representante da ONU para Direitos Humanos em Xinjiang

ChinaEconomia

Rei do ketchup japonês suspende importação de tomate oriundo de Xinjiang

ChinaPolítica

Embaixador chinês em Roma convida deputados italianos a visitarem Xinjiang

Assine nossa Newsletter