CEO da Pfizer ganhou 4,7 milhões no dia do anúncio da vacina à Covid-19

CEO da Pfizer ganhou 4,7 milhões em ações no dia do anúncio da vacina à Covid-19

O CEO da Pfizer alienou 132.508 ações no mesmo dia em que foi anunciado que a vacina que esta farmacêutica está a desenvolver revelou uma eficácia de 90%

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, vendeu 60% das suas ações na farmacêutica norte-americana, num total de 132.508 títulos, a 9 de novembro, dia em que foi divulgado que a vacina contra a covid-19 que a empresa está a desenvolver em parceria com a alemã BioNTech revelou uma eficácia de 90%, avançou o El Economista.

Albert Bourla encaixou cerca de 5,6 milhões de dólares (4,7 milhões de euros).

Albert Bourla, CEO da Pfizer, ao centro da imagem

Esta operação enquadra-se na Regra SEC 10b5-1 (SEC é a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA), que permite que diretores e funcionários de uma empresa pré-determinem um plano de venda de ações em conformidade com os regulamentos para evitar investimentos com base em informações privilegiadas e material confidencial.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoSociedade

Covid-19: Conheça o casal de cientistas que ajudou a criar a vacina da Pfizer

PortugalSociedade

Vacina da Pfizer. "90% é um bom número, mas a prova dos nove ainda vai a meio"

MundoSociedade

Vacina da Pfizer contra covid-19 é "90% eficaz"

Sociedade

Pfizer e Moderna querem autorização para vacina até final de novembro

Assine nossa Newsletter