Covid-19: Exposição de fotografia e multimédia mostra quotidiano dos portugueses - Plataforma Media

Covid-19: Exposição de fotografia e multimédia mostra quotidiano dos portugueses

Trabalhos de mais de 130 fotógrafos, que mostram como foram os dias dos portugueses desde a chegada da pandemia de Covid-19, vão estar em exposição a partir de amanhã, na Galeria CC11, do bairro de Alvalade, em Lisboa.

Organizada pela associação cultural CC11, a exposição fotográfica e multimédia “Diário de Uma Pandemia” proporcionará “um retrato da vida quotidiana feito pela comunidade em Portugal de fotógrafos e fotojornalistas, videógrafos e documentaristas”, durante a pandemia.

A exposição é constituída por quatro módulos, que têm a fotografia e a informação como seu fio condutor, nomeadamente “EveryDayCovid”, “Retratos de Portugal pelas Agências de Notícias”, “Dias de Pandemia pela Imprensa Nacional” e “Claro e Escuro”.

“EveryDayCovid” é um projeto fotográfico criado no Instagram que contou com 119 fotógrafos e fotojornalistas portugueses, entre eles oito editores que diariamente selecionavam os registos fotográficos. Um dos participantes da iniciativa, e o único fora de Portugal, foi o editor e fotojornalista do PLATAFORMA, Gonçalo Lobo Pinheiro.

“O isolamento, o sentido de clausura, a nova realidade das máscaras, a dinâmica dentro dos hospitais, lares, momentos políticos e até funerais, são alguns dos temas retratados”, avança o fotojornalista Miguel A. Lopes, que fundou o projeto juntamente com Gonçalo Borges Dias.

No módulo “Retratos de Portugal pelas Agências de Notícias” será possível ver uma seleção de fotografias das agências Associated Press, France-Presse, Getty Images, Lusa/EPA e Reuters, que fazem o relato visual de como Portugal reagiu à pandemia.

“Enquanto muitos ficaram a trabalhar na segurança das suas casas, os correspondentes — tal como outros trabalhadores essenciais — continuaram fora de quatro paredes: mostraram ao mundo os bairros de Lisboa sem turistas, o caos dos hospitais, as missas sem crentes, entre tantos outros momentos que marcaram um período nunca antes vivido”, recorda a correspondente da Reuters em Portugal, Catarina Demony.

Uma linha de tempo entre março e julho será mostrada no módulo “Dias de Pandemia pela Imprensa Nacional”, através das capas dos jornais e das revistas portuguesas, selecionadas pelo editor João Paulo Cotrim.

“A máscara tornou-se o rosto geral, tornando todos um pouco mais iguais, menos indivíduos. Dançamos atrás de cortinas, diz uma chapa, mas ainda assim distinguimos idades e dores, a passagem do tempo, no esvoaçar do branco nos cabelos, no engelhado da mão”, refere João Paulo Cotrim.

“Claro e escuro” é o quarto módulo, que mostra o “olhar crítico e intimista” da artista visual Luísa Ferreira, com experiência de fotojornalismo na imprensa e em agência, autora de livros e de cerca de dezenas de exposições individuais, com trabalho feito sobre a pandemia.

A exposição “Diário de Uma Pandemia” ficará patente até 31 de outubro, na Galeria CC11, em Alvalade, seguindo depois para Tondela (de novembro a janeiro de 2021) e para o Taguspark, em Oeiras (de março a abril de 2021).

Fundada no início do ano 2020, a associação cultural CC11 tem como objetivo divulgar e promover a fotografia e o fotojornalismo em Portugal.

Artigos relacionados
Sociedade

Covid-19: Recuperação em África será lenta e desigual

PortugalSociedade

Mais 87 mortes e 4868 casos de Covid-19 em Portugal

MundoSociedade

Covid-19. Como transportar milhões de vacinas de forma rápida e segura?

PortugalSociedade

Portugueses apoiam restrições às viagens no Natal e Ano Novo

Assine nossa Newsletter