Turquia pede para UE permanecer 'imparcial' na crise com a Grécia

Turquia pede para UE permanecer ‘imparcial’ na crise com a Grécia

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, pediu este domingo à União Europeia que permaneça “imparcial” na crise entre o país e a Grécia pelo direito de exploração de uma zona marítima rica em hidrocarbonetos

Durante uma conversa telefónica com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, o líder turco “convidou as instituições e Estados-membro da UE a permanecer justos, imparciais e objetivos e a atuar de maneira responsável sobre as problemáticas regionais, em especial no Mediterrâneo Oriental”, detalhou a presidência turca.

Já Michel enfatizou a importância da distensão entre os dois países e pediu à Turquia que cesse as atividades que possam alimentar as tensões com a Grécia, segundo um diplomata europeu.

Turquia e Grécia, ambos membros da Otan, alimentam uma disputa em relação a depósitos de hidrocarbonetos no Mediterrâneo Oriental, uma zona que Atenas acredita estar sob sua soberania.

A crise, que colocou Ancara contra o bloco europeu, estará na agenda de uma cúpula da UE em 24 e 25 de setembro. Alguns membros da UE pedem sanções contra a Turquia.

Em 10 de agosto, a Turquia enviou um barco de prospecção sísmica escoltado por navios de guerra às águas entre Grécia e Chipre, o que levou Atenas a realizar manobras navais para defender seu território marítimo.

No sábado, o presidente Erdogan ameaçou a Grécia durante um discurso televisionado: “Eles entenderão, seja pela linguagem política e diplomática, ou pelas amargas experiências no campo”.

Charles Michel declarou a Erdogan durante a conversa telefônica que “todas as medidas seriam contempladas” durante a cúpula de final de setembro, de acordo com a diplomacia europeia.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Editorial

Presidentes da Europa

EntrevistaMundo

“Possibilidade de não existir salário mínimo na UE hoje existe”, diz Vieira da Silva

MundoPolítica

Brexit: negociações retomadas em Londres

MundoPolítica

Mais de 300 pessoas condenadas à prisão perpétua na Turquia por tentativa de golpe em 2016

Assine nossa Newsletter