Crise na Guiné Equatorial do ditador Obiang. Governo demite-se em bloco - Plataforma Media

Crise na Guiné Equatorial do ditador Obiang. Governo demite-se em bloco

Demissão aconteceu durante uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros

O Governo da Guiné Equatorial (membro da CPLP), liderado pelo primeiro-ministro Francisco Pascual Obama Asue, apresentou a sua demissão em bloco, segundo o porta-voz do executivo, que confirmou informações veiculadas desde o início da tarde desta sexta-feira pela imprensa local.

Em declarações aos jornalistas, o ministro da Comunicação e porta-voz do Governo em funções, Eugenio Nze Obiang, explicou que o pedido de demissão do executivo aconteceu durante uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros, presidida pelo Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, que decorreu durante a manhã de hoje, no Palácio do Povo, em Malabo, capital. Obiang está há 41 anos no poder.

Durante a reunião, o primeiro-ministro, Francisco Pascual Obama Asue, informou Obiang que os membros do Governo punham os cargos à disposição para que o chefe de Estado e Presidente do Conselho de Ministros “tenha liberdade para dirigir melhor a próxima fase” do desenvolvimento no país.

Por seu lado, o Presidente da República lamentou que o Governo demissionário não tenha cumprido os objetivos programáticos, o que “provocou uma situação de crise que exige medidas urgentes”, segundo disse o porta-voz.

O governo demissionário tinha sido nomeado em fevereiro de 2018 e contava 25 ministros.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
AngolaBrasil

CPLP aposta num melhor serviço de gestão e distribuição da água nos Estados membros

AngolaLusofonia

Angola na maior tribuna de orientadores da CPLP

LusofoniaPolítica

Ministros da Educação da CPLP debatem o setor no contexto da Covid-19

EntrevistaLusofonia

"A CPLP não tem um patrão e isso faz a diferença em relação à Commonwealth"

Assine nossa Newsletter