Quem mais procurou o amor na quarentena? - Plataforma Media

Quem mais procurou o amor na quarentena?

Primeiro foram as mulheres, agora os homens. Veja quem mais recorreu a plataformas de encontros amorosos. Os dados fazem pensar.

Se nos primeiros tempos de isolamento social, a plataforma portuguesa de encontros amorosos reportava a chegada de mais mulheres como aderentes, o balanço que faz agora – de 1 de março até 30 de abril – indica que os homens acabaram por aderir em maior número. No Felizes.pt foi registado um aumento de 27% no número de utilizadores, face a igual período do ano passado, refere fonte oficial da plataforma. E de entre os novos usuários, 54% são homens e 46% mulheres, maioritariamente oriundos de Lisboa, Porto e Setúbal.

Mas a que se deve esta oscilação? Ao Delas.pt, o fundador do site Felizes.pt, Rui Sousa, salvaguarda: “Apesar de o número de novos inscritos ser do sexo masculino, as mulheres são utilizadoras mais ativas. Ou seja, tivemos muitos homens a criar um perfil mas que depois não regressavam ao site tão frequentemente como as mulheres. 

Leia mais em Delas.

Assine nossa Newsletter