Número de casos em África aumentou 43% numa semana - Plataforma Media

Número de casos em África aumentou 43% numa semana

A organização internacional manifesta grande preocupação com a possibilidade de o continente de 1,3 mil milhões de habitantes se tornar no próximo epicentro do surto global. John Nkengasong, diretor do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), vincou, hoje, que África tem uma capacidade de teste “muito, muito limitada”, o que significa que o aumento de infeções pelo novo coronavírus provavelmente será ainda maior.

Um relatório recente da OMS apresentou um quadro sombrio para África, alertando que o vírus poderá matar mais 300 mil pessoas e levar 30 milhões à pobreza. Nkengasong disse que África ainda tem tempo para evitar esse desastre, mas testar pessoas e rastrear casos de vírus é crítico. A título de exemplo apontou que as estimativas indicam 26 mil casos oficiais de covid-19 na África do Sul, com mais de 1,2 mil mortes.

Na mesma intervenção, o diretor do África CDC avançou que será o primeiro a voluntariar-se para um ensaio clínico “adequado e credível”, rejeitando a utilização dos africanos como cobaias.

“Os africanos são perfeitamente capazes de coordenar e implementar ensaios clínicos, mas o que emerge é que os africanos vão ser usados para testar vacinas como se fossem cobaias, e isso é errado; se houver uma vacina credível e adequada eu serei o primeiro a testá-la”, prometeu John Nkengasong.

Artigos relacionados
EconomiaPortugal

Três mil milhões de euros chegam amanhã a Portugal vindos da Comissão Europeia

PortugalSociedade

Portugal com mais 78 mortes e 3262 novos casos de Covid-19

MundoSociedade

Gales proíbe venda de álcool em bares e restaurantes contra o coronavírus

MundoSociedade

Moderna confirma eficácia e pede já uso de emergência da vacina

Assine nossa Newsletter