Ser ou não ser tolerante com o tabaco - Plataforma Media

Ser ou não ser tolerante com o tabaco

Mais de um ano depois da interdição de fumar nas zonas comuns dos casinos de Macau, as operadoras de jogo tentam travar uma proibição total, que abranja as salas VIP, com receio de diminuição das receitas.

Desde a meia-noite de 06 de outubro de 2014 que é proibido fumar nas áreas comuns de jogo de todos os casinos de Macau. Em salas de grandes apostas, porém, continua a poder acender-se um cigarro ou um charuto, mas o Governo já fez saber que pretende aplicar tolerância zero ao tabagismo em que entende que os casinos não devem ser exceção. No entanto, o jogo mantém-se em aberto.

As receitas dos casinos de Macau, pilar da economia da região, dependem fortemente do jogo VIP, que em 2014 representou 60,4% do total dessas receitas. A interdição parcial de fumo de outubro de 2014 deixou de fora as salas VIP dos casinos, dos grandes apostadores, e abrangeu apenas as áreas comuns do denominado mercado de massas.

Contudo, em julho, os deputados da Assembleia Legislativa de Macau aprovaram na generalidade uma proposta de lei de alteração ao Regime de Prevenção e Controlo de Tabagismo, que proíbe totalmente o fumo nos casinos, após um longo debate centrado no impacto sobre as receitas da indústria do jogo. O receio é que a proibição de fumar nas salas VIP agrave ainda mais a tendência de queda das receitas dos casinos, que caem ininterruptamente desde junho de 2014.

“É virtualmente impossível quantificar com precisão o impacto negativo da interdição de fumar no mercado de massas”, em vigor há pouco mais de um ano, observa Grant Govertsen, analista da Union Gaming, recordando que as receitas dos casinos já estavam em queda quando a legislação começou a ser aplicada, influenciadas pela convergência de uma série de fatores, como a campanha anticorrupção lançada por Pequim ou o abrandamento da economia chinesa.

“Dito isto, e baseado em conversas com membros da indústria, parece que houve provavelmente um impacto negativo de três ou quatro pontos percentuais nas receitas do mercado de massas”, afirmou. Ricardo Siu, professor da Universidade de Macau, com artigos publicados sobre a indústria do jogo, afina pelo mesmo diapasão, quando estima um impacto direto de idêntica ordem e também com a ressalva de que, “de facto, muitos fatores misturados e em conjunto contribuíram para a queda das receitas de jogo”.

“O impacto da proibição parcial de fumar nas receitas de jogo do mercado de massas pode não ser significativo em comparação com outras medidas restritivas tomadas pelo governo chinês”, realçou.

A queda das receitas dos casinos de Macau deve-se, por outro lado, aparentemente, a um maior declínio no segmento VIP.

“Se forem permitidas salas para fumadores para o segmento VIP, o efeito negativo nas receitas brutas do jogo poderia ser menor”. Mas “só vai ser possível avaliar os efeitos reais quando os detalhes dos regulamentos relacionados forem confirmados”, observou Ricardo Siu.

O Governo de Macau estima que a proibição total do fumo nos casinos em geral tenha um impacto nas receitas de jogo de entre 2,76 e 4,6 por cento, segundo uma avaliação preliminar dos Serviços de Saúde e da Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos.

As operadoras de jogo têm alertado para o impacto negativo na economia de tal medida, tendo, com base num estudo conjunto encomendado à consultora internacional KPMG, avançado a possibilidade de fazer cair o Produto Interno Bruto (PIB) em 16%, defendendo, portanto, a manutenção de salas de fumo. A proposta de lei continua sob análise em sede de especialidade na Assembleia Legislativa de Macau, que lançou uma auscultação pública e recentemente ouviu representantes das operadoras, trabalhadores e até da indústria tabaqueira. O debate vai longo, prevendo-se que o diploma só suba a plenário para ser votado na especialidade em meados do próximo ano.

27 de Novembro 2015

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
Opinião

Liberalismo selvagem

Opinião

A Carne De Porco É Cara? Criemos Porcos!

Opinião

Pedido de Compensação Americano Terá Lugar Amanhã

Opinião

O caminho da montanha

Assine nossa Newsletter