Zhu Yuan - A TRAGÉDIA DE CONSIDERAR O DINHEIRO COMO UM FIM - Plataforma Media

Zhu Yuan – A TRAGÉDIA DE CONSIDERAR O DINHEIRO COMO UM FIM

 

Pode o dinheiro comprar a felicidade? Pode, certamente, em termos do conforto material que pode ser adquirido com dinheiro. Mas isso não significa necessariamente que o grau de felicidade é absolutamente proporcional à quantidade de dinheiro que se possui. Ainda assim, muitos acreditam no poder milagroso do dinheiro para lhes trazer tudo o que queiram, apesar do dinheiro que acumularam seja por que meio for poder tornar-se um fardo, não só fisicamente mas também psicologicamente.

Vários casos recentes ilustram bem este facto.

Num deles, 200 milhões de yuans (27 milhões de euros) em dinheiro foram descobertos em casa de um ex-funcionário da Comissão de Reforma e Desenvolvimento Nacional quando a sua casa foi revistada durante uma investigação por suspeitas de abuso de poder. Alegadamente, quatro máquinas de contagem de dinheiro avariaram por demasiado uso ao contar todo o dinheiro descoberto.

Não sei dizer se tanto dinheiro trouxe felicidade a esta pessoa, que acumulou a sua riqueza vendendo favores para dar luz verde a projetos. Aparentemente, este homem não conduzia carros luxuosos nem vestia roupas caras. Pelo contrário, vestia-se de um modo muito simples e deslocava-se de bicicleta entre a sua casa e o trabalho. Nada do que ele usava no seu dia-a-dia o poderia associar com a grande quantia de dinheiro acumulada em sua casa.

Não tenho oportunidade de o entrevistar; mas suponho que deverá ter havido momentos de êxtase durante o processo de acumular tal quantia. E terá sido isso que o motivou a receber subornos sob o risco de ser apanhado. Talvez tenha começado no momento em que recebeu um saco de dinheiro pela conveniência que ofereceu em aprovar um projeto. A quantia que recebeu provavelmente levou-o a imaginar a vida luxuosa que o dinheiro lhe poderia trazer no futuro próximo.

Outro momento de êxtase terá sido ao deixar a sua imaginação voar tão longe quanto possível, contemplando o tipo de vida que o dinheiro lhe poderia possibilitar quando finalmente tivesse oportunidade de o gastar.

O que talvez não tenha percebido até ter sido descoberto é que inconscientemente fez do ato de ganhar dinheiro um fim em vez de um meio. A acumulação de riqueza transformou-se naquilo que estava a procurar em vez de a usar para desfrutar da vida. O facto de ter acumulado dinheiro por meios ilegais amplifica a sua maneira distorcida de ver a vida.

Outro caso envolveu Ma Chaoqun, um funcionário local da cidade de Qinhuangdao na província de Hebei, no norte da China. Esta pessoa, encarregada das obras hidráulicas locais, obtinha subornos de quaisquer unidades que requisitavam água potável das suas obras. Mais de 100 milhões de yuans em dinheiro foram encontrados em sua casa quando foi investigado. Também foi descoberto que possuía mais de 60 casas, algumas localizadas em Pequim e arrendadas como instalações comerciais.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter