Início » Páscoa entope a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau

Páscoa entope a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau

A Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau (HZMB) teve um pico de tráfego na tarde de segunda-feira. A fila em direção a Zhuhai estendeu-se até à descida do viaduto da via de ligação, com cerca de 13.000 veículos a tentarem passar para a cidade vizinha.

Durante a Páscoa, houve um grande número de residentes de Hong e Macau a querer aproveitar o período de férias no Continente. Segundo os dados mais recentes, houve 68.700 veículos e 485.000 passageiros a entrar e sair de Zhuhai através da ponte, entre 28 e 31 de março. Entre os veículos, aproximadamente 44.000 detinham matriculas de Hong Kong e Macau, o que representa 64 por cento do tráfego total e metade dos passageiros no posto fronteiriço.

Segundo o responsável pelo posto fronteiriço da HZMB, os picos de tráfego de passageiros e veículos foram os maiores e mais longos alguma vez registados. O pico de tráfego coincidiu com a hora de ponta diária e durou 12 horas, com o fluxo de passageiros mais elevado por hora a registar 1.200 veículos ou 13.000 pessoas.

Vários residentes de Macau e Hong Kong que viajaram para o interior da China por comboio regressaram na segunda-feira pela ponte, contribuindo para o aumento significativo do fluxo de veículos e passageiros na ponte. As autoridades estimam que mais de 50.000 pessoas passaram pelo controlo fronteiriço de Zhuhai no mesmo dia. A fila de veículos no controlo fronteiriço de Zhuhai que tentavam regressar a Hong Kong estendeu-se até à área aberta da ilha artificial da ponte pelas 15:00. Por volta das 16:00, a fila chegava aos 200 metros de comprimento.

As autoridades de Zhuhai abriram todas as faixas de controlo de saída de veículos e mantiveram o número de funcionários e equipamento a operar na sua capacidade máxima, de modo a maximizar a eficiência no controlo das longas filas de veículos. Foram também mobilizados vários polícias de trânsito, seguranças e voluntários para manter a ordem em vários pontos e cruzamentos de estradas. Os veículos com matrículas da China continental foram direcionados para fora da ilha artificial, por meio de estacionamento ou estradas externas, com o objetivo de aliviar a pressão das filas com veículos de Hong Kong e Macau.

Artigo publicado no âmbito da parceria com o Macau Daily News

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!