Início » 1.ª casa impressa em 3D responde à falta de habitação e com preços 50% abaixo do mercado

1.ª casa impressa em 3D responde à falta de habitação e com preços 50% abaixo do mercado

Não é prenda de Dia do Pai, mas abriu as portas neste dia, 19 de março de 2024, como a primeira casa impressa a 3D, instalada pela startup portuguesa Havelar, na região do Porto.

O primeiro protótipo de três em desenvolvimento está pronto. É uma moradia com 86 metros quadrados, com dois quartos, uma sala, uma kitchenette e uma casa de banho, que representa um custo de 1100 euros por metro quadrado, garante João Carvalho, diretor de produção da empresa, em declarações à TSF.

A partir de ideias que já tinham, os engenheiros da Havelar trabalharam num sistema de impressão 3D, que dizem ser único em Portugal, para oferecer ao mercado habitações com o que dizem ser uma abordagem inovadora de construção, por ser oito vezes mais rápida e três vezes mais acessível quando comparada com os tempos e custos da construção tradicional.

Neste caso, este primeiro protótipo foi desenvolvido no último mês de novembro, sendo que a primeira semana foi dedicada à impressão em argamassas para as paredes e as restantes semanas para finalizar a obra, com um custo final de projeto que fixou 50 por cento abaixo dos preços atualmente praticados no mercado imobiliário.

Leia mais em TSF

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!