Início Angola Angola defende reconstrução da ordem económica internacional

Angola defende reconstrução da ordem económica internacional

O Estado angolano defende a necessidade de reconstruir a actual ordem económica internacional, a julgar pelas tensões geopolíticas, as medidas coercivas unilaterais e as múltiplas crises do momento, com consequências negativas a desfavor dos países em desenvolvimento.

O posicionamento foi manifestado, ontem, pelo ministro das Relações Exteriores, Téte António, na 3ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo do G77+ China, que decorre até hoje, em Kampala, Uganda.

Téte António destacou, entre as consequências desfavoráveis aos países em desenvolvimento, os efeitos negativos persistentes da Covid-19, as frágeis perspectivas económicas mundiais, a crescente pressão sobre a produção alimentar, energia, volatilidade dos mercados, inflação, peso da dívida externa, o aumento da pobreza extrema, os resultados adversos das alterações climáticas.

Leia mais em Jornal de Angola

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!