Início Manchete Presidente do Parlamento da Guiné-Bissau acusa Portugal de se “deixar usar” pelo Presidente guineense

Presidente do Parlamento da Guiné-Bissau acusa Portugal de se “deixar usar” pelo Presidente guineense

O presidente do parlamento da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, acusou esta terça-feira Portugal de se deixar usar pelo chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló, "em vez de contribuir para o reforço da estabilidade, para a construção de instituições democráticas".

“Volta e meia, por tuta e meia, o Presidente [Sissoco Embaló] evoca conversas com [o Presidente da República de Portugal] Marcelo Rebelo de Sousa, com o primeiro-ministro António Costa e com outras autoridades [portuguesas]. E fá-lo com o intuito de evocar algum paralelismo com aquilo que acontece em Portugal e que, portanto, se é normal em Portugal, é normal na Guiné-Bissau”, afirmou Simões Pereira, em entrevista telefónica à agência Lusa, feita a partir de Lisboa.

“Quando (…) as autoridades portuguesas ouvem essa menção e não fazem questão de denunciar e de se distanciar dessa realidade, tornam-se cúmplices daquilo que está a acontecer neste momento” na Guiné-Bissau, acrescentou.

Leia mais em TSF

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!