Início Opinião Lula e a língua portuguesa

Lula e a língua portuguesa

Ana Paulo Laborinho | DNAna Paulo Laborinho

O regresso de Lula da Silva ao Palácio do Planalto é uma boa notícia também para a língua portuguesa. É reconhecido o seu contributo, nos anteriores mandatos, para a internacionalização do português, idioma que fez ouvir em todos os fóruns internacionais, confirmando o seu uso enquanto língua de muitos milhões de falantes, desde logo de um país-continente como o Brasil.

Quanto mais falada, mais traduzida, mais editada, mais utilizada na comunicação social, mais presente no espaço dos organismos internacionais, mais faz o caminho para o seu reconhecimento como língua que atravessa países e continentes.

Existem ainda outras razões para a nova presidência contribuir para o crescimento da língua portuguesa, por exemplo, através de políticas educativas que melhorem os índices de escolaridade e diminuam o abandono e as desigualdades em todos os níveis de ensino e, também, através de políticas culturais que prossigam um caminho em que o Brasil foi pioneiro, assumindo a cultura como fator de desenvolvimento e crescimento económico.

Leia mais em: Diário de Notícias

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!