À descoberta do futuro do vólei em portugal   - Plataforma Media

À descoberta do futuro do vólei em portugal  

Conta a história que o voleibol chegou a Portugal com as tropas norte-americanas, no decorrer da 1.ª Grande Guerra Mundial. Inicialmente o desporto era chamado de Mintonette devido à sua semelhança com o Badminton. De acordo com a Federação Portuguesa de Voleibol, fundada em 7 de abril de 1947, o primeiro Campeonato Nacional de Seniores Masculinos disputou-se em 1946/47. Já a prova feminina só começou em 1959/60. Um dos momentos mais marcantes foi a estreia da seleção portuguesa em provas internacionais no Campeonato da Europa de 1948, em Roma, onde alcançaram o quarto lugar.

A realidade desportiva e económica da modalidade tem evoluído e muito. A aposta nos jovens e no desenvolvimento de novas parcerias com outras entidades tem sido feita de forma consistente. Se pretende saber outras informações sobre mais modalidades desportivas encontre mais detalhes aqui.

Em 2019, contavam-se 45 mil atletas federados e movimentavam-se mais de 150 mil praticantes. Nesse mesmo ano, foi criado um novo escalão para ajustar os quadros competitivos. A ideia foi facilitar a transição dos juniores para seniores, o que, habitualmente, acarretava múltiplas dificuldades. 2020 viu a Seleção Nacional de Sub-18 Masculinos, apurar-se para a 2.ª fase de Qualificação do Campeonato da Europa. Foi criado ainda um Centro de Formação de Voleibol de Praia, em Cortegaça, Ovar, com o objetivo de dar melhores condições aos atletas.

Em 2021, a Seleção Nacional de Seniores Masculinos conseguiu conquistar um lugar entre os melhores do Voleibol europeu, com a qualificação para os oitavos de final do Campeonato da Europa. A Seleção Nacional de Seniores Femininos também fez história ao classificar-se para a Final Four da European Silver League. Este ano, a Seleção Nacional de Sub-20 Masculina garantiu a entrada direta à fase final do europeu, que vai decorrer nas cidades italianas de Vasto e Montesilvano, de 7 a 25 de setembro. Um apuramento alcançado após três vitórias, perante as seleções da Alemanha, Israel e Suíça. Importa salientar a vitória frente à Alemanha, por 3-0 (26-24, 25-11 e 25-23), visto que esta é uma seleção com tradição na competição. Esta qualificação foi “o corolário das boas exibições da Seleção Nacional de Sub-20 Masculinos”, revelou a Federação.

Nomes como Eduardo Brito e Manuel Figueiredo trazem prospecção de futuro para o Voleibol em Portugal. Eduardo Brito, central, com 2 metros de altura, joga na equipa do Benfica, e Manuel Figueiredo, ponteiro, com 1,90 metros de altura joga pelo Voleibol Clube de Viana. Além destes, também Bernardo Silva renovou, recentemente, o vínculo com o Benfica. E para quem tem dúvidas sobre o futuro da modalidade, Bernardo Silva parece estar certo de que este desporto é para continuar. Em declarações ao clube disse que os objetivos são os mesmos de sempre: ganhar, ganhar e ganhar. Tudo o que aparece no panorama nacional é para ganhar e na Liga dos Campeões o objetivo é chegar à fase de grupos. A partir de aí fazer o máximo possível. Queremos pelo menos igualar o ano anterior”.

A Federação está ainda a implementar o Gira-Volei. Trata-se de um jogo de iniciação, destinado aos jovens com idades compreendidas entre os 8 e os 15 anos, de forma a potenciar o gosto pela atividade desportiva. Assim, se outrora houveram momentos de dúvida, hoje o futuro do Voleibol parece estar cada vez mais assegurado. Hoje em dia, são várias as associações espalhadas por todo o país, que permitem o contacto com esta modalidade desde tenra idade.

Related posts
DesportoPortugal

Voleibol: Portugal vence a Grécia e apura-se para os oitavos de final

BrasilDesporto

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por "fora, Bolsonaro"

DesportoMundo

FIVB cancela Liga das Nações de Voleibol

Assine nossa Newsletter