Início » No fim das contas

No fim das contas

Guilherme RegoGuilherme Rego*
Guilherme Rego

Passando em revista a Semana Dourada do Ano Novo Chinês, os resultados dependem de quem olha. De um lado foi positivo, na medida em que se testemunhou um crescimento de 25,4 por cento face a 2021.

Este ano tivemos mais de 113 mil visitantes, enquanto que no ano passado acolhemos aproximadamente 90 mil turistas durante a época festiva. A média de visitantes diária foi de 16 mil turistas, o que me leva ao segundo ponto de vista: a Direcção dos Serviços de Turismo contava com 20 mil por dia – isto num cenário mais comedido.

A tendência de fazer previsões que não correspondem à realidade adensa-se. A culpa não é de ninguém em particular, as circunstâncias em que vivemos caducam as expetativas num abrir e fechar de olhos. Não envelhecem bem, digamos, porque tudo depende do incontrolável. É uma característica inerente à Covid-19 e a gestão do incerto é uma tarefa inglória.

Não ajuda o facto de, mais uma vez, as autoridades chinesas desaconselharem as viagens em regiões de risco durante o Festival da Primavera. Compreensível, dado o impacto da nova variante Ómicron no país e a pressão para mitigar o seu rasto nas vésperas dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Os casos positivos na China provocam dores de cabeça a Macau, que já as sofre há dois anos consecutivos e não vê saídas – ou entradas neste caso. Mas no fim das contas, não deixa de ser um crescimento na afluência de turistas. É sinal de que a recuperação se mantém e, apesar de não ser tão rápida como se desejava, não deixa de o ser.

Leia mais sobre o assunto: China fecha cidade com 3,5 milhões de pessoas

Quem o pode dizer é a indústria do jogo, a principal beneficiada nesta semana. A consultora Sanford C. Bernstein estima que as receitas finais cresçam 29 por cento face a janeiro. Contudo, alerta que a recuperação contínua depende sempre do contexto pandémico.

Ora, certamente haverá pontos baixos durante o ano, mas a reabertura vê-se, ainda tímida, mas vê-se.

*Diretor-Executivo do PLATAFORMA

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!