Banir viajantes da África é racista e ineficaz contra a Ómicron - Plataforma Media

Banir viajantes da África é racista e ineficaz contra a Ómicron

fechamento de fronteiras para conter a propagação da nova variante Ómicron do coronavírus é ineficaz e pode ser considerado racista, avaliam especialistas dos EUA ouvidos pela Folha.

nova cepa foi considerada como de risco muito elevado pela OMS (Organização Mundial de Saúde), pois pode ser mais contagiosa que as anteriores, mas os dados para comprovar isso ainda estão sendo obtidos e analisados.

“O veto a viagens da África é uma reação racista, que não se baseia em ciência ou em biologia. É moralmente repugnante”, diz Mark Schleiss, pesquisador do Instituto de Virologia Molecular da Universidade de Minnesota.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter