Bolsonaro fará "almoço de homenagem" ao Presidente da Guiné-Bissau em visita oficial - Plataforma Media

Bolsonaro fará “almoço de homenagem” ao Presidente da Guiné-Bissau em visita oficial

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, será recebido na terça-feira em Brasília com um almoço em sua “homenagem” organizado pelo homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, naquela que será a sua primeira visita oficial ao Brasil.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Umaro Sissoco Embaló será recebido por Bolsonaro na manhã de terça-feira, no Palácio do Planalto, sede do Governo brasileiro, ocasião em que os dois mandatários “passarão em revista a agenda entre os dois países”.

À tarde, a previsão é que o Presidente da Guiné-Bissau visite o Congresso Nacional.

Já na quarta-feira, os dois Presidentes deverão participar numa cerimónia alusiva ao Dia do Soldado, data que celebra a atividade exercida pelos soldados do Exército brasileiro.

Umaro Sissoco Embaló chegará ao Brasil a bordo de um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), situação que, segundo o Governo brasileiro, deveu-se especialmente ao “contexto da pandemia, que prejudicou as conexões aéreas internacionais”.

“A exemplo de precedentes de oferecimento de transporte oficial de altas autoridades estrangeiras, o deslocamento do Presidente bissau-guineense em aeronave da Força Aérea Brasileira insere-se no quadro dos laços culturais, históricos, linguísticos e de amizade que o Brasil mantém com (a) Guiné-Bissau, especialmente no contexto da pandemia, que prejudicou as conexões aéreas internacionais”, disse à Lusa o executivo brasileiro.

Chamado recentemente de “Bolsonaro da África” pelo próprio Presidente do Brasil, Umaro Sissoco Embaló partilha com o mandatário brasileiro um passado militar.

Tal como Jair Bolsonaro, Embaló é criticado pela indicação de militares para postos-chave da estrutura do Estado.

Umaro Sissoco Embaló, que virá ao Brasil a convite do próprio Bolsonaro, terminará a sua visita de quase uma semana com viagens a São Paulo e ao Rio de Janeiro.

“Nos dias 26 e 27, o mandatário bissau-guineense realizará visita aos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro. Na capital paulista, deverá visitar o Museu da Língua Portuguesa e entrevistar-se-á com o governador do estado. No Rio de Janeiro, visitará o Comando de Operações Navais da Marinha do Brasil”, indicou o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.

Related posts
BrasilPolítica

Reprovação de Bolsonaro atinge o pior nível desde início do mandato

BrasilPolítica

Juristas defendem que Bolsonaro deve ser indiciado por crimes na pandemia

BrasilPolítica

Bolsonaro dá por superados conflitos e elogia Parlamento e Supremo do Brasil

BrasilPolítica

Oposição critica discursos de Bolsonaro e pede destituição do Presidente

Assine nossa Newsletter