CNN despede três funcionários que foram trabalhar sem estarem vacinados

CNN despede três funcionários que foram trabalhar sem estarem vacinados

Três funcionários da CNN foram despedidos por terem ido trabalhar sem terem recebido a vacina contra a covid-19, revelou o responsável máximo da rede de televisão numa declaração interna da empresa divulgada quinta-feira

Numa mensagem, Jeff Zucker avisou sobre a política de “tolerância zero” da CNN sobre o regresso ao trabalho físico e que, só pode ser feito se os funcionários tiverem sido vacinados.

“Na semana passada, chegou ao nosso conhecimento que três funcionários estavam a entrar no escritório sem serem vacinados. Todos os três foram despedidos”, disse Zucker na declaração.

O responsável explicou que, até agora, a CNN tinha confiado num “sistema de honra”, pelo que não era obrigatório apresentar provas de ter recebido a vacina.

No entanto, Zucker lembrou que “tem de ser vacinado para ir para o escritório. E tem de ser vacinado quando trabalha no campo, com outros empregados, quer entre ou não no escritório”.

Também relatou que é possível que nas próximas semanas, a apresentação de um cartão de vacinação se torne obrigatória.

Juntamente com outras grandes empresas, a CNN também adiou o regresso dos seus trabalhadores ao escritório, que estava agendado para 07 de setembro até, pelo menos, meados de outubro, embora não tenha fornecido uma data específica.

Ainda esta quinta-feira, a Amazon anunciou a sua decisão de adiar o regresso ao trabalho nos escritórios até janeiro de 2022, enquanto o Google, Facebook, Apple e Twitter já tinham dado esse mesmo passo.

Related posts
BrasilDesporto

Brasil-Argentina suspenso após intervenção das autoridades sanitárias

ChinaPolítica

Comissário do MNE acusa EUA de politizar vírus

MundoPortugal

Pandemia reduziu natalidade, especialmente em Portugal, Espanha e Itália

ChinaPolítica

Embaixada da China nos EUA denuncia “manipulação política”

Assine nossa Newsletter