Tratamento inédito: capacete magnético faz regredir cancro no cérebro

Tratamento inédito: capacete magnético faz regredir cancro no cérebro

O capacete gerador de campos magnéticos recebeu luz verde do regulador americano para “tratamento de compaixão” a um gliobastoma, o mais mortal dos cancros no cérebro

Éum capacete parecido com aqueles que se usam nos desportos radicais, mas nele foram colados três grandes ímanes. É essa a inovação: usar um campo magnético para atacar de uma forma não-invasiva um cancro muito agressivo e mortal: um glioblastoma.

Trata-se de um avanço no campo da neuromedicina desenvolvido por uma equipa de médicos e cientistas no Departamento de Neurocirurgia do Instituto Neurológico de Houston, nos Estados Unidos. Os resultados foram publicados agora na revista científica Frontiers in Oncology.

A história, no entanto, não termina bem. O paciente, um homem de 53 anos, acabou por falecer. Contudo, a razão pela qual morreu, não está relacionada com com a doença para a qual estava a receber este tratamento inovador.

Com o desfecho inesperado, foi na autópsia que os investigadores confirmaram que o capacete estava a ter bons resultados. O glioblastoma tinha perdido 31% do seu tamanho e o paciente nem sequer tinha ido à faca.

Leia mais em TSF

Related posts
Lifestyle

Três tipos de descanso que o corpo e o cérebro precisam

Lifestyle

300 químicos em objetos do dia-a-dia e que aumentam risco de cancro

Lifestyle

Um em cada 25 casos de cancro ligado ao consumo de álcool

Cabo VerdeLifestyle

“Desabafo” pessoal origina projeto para sensibilizar sobre excesso de peso em Cabo Verde

Assine nossa Newsletter