Brasil reafirma interesse num acordo de comércio livre com os Estados Unidos - Plataforma Media

Brasil reafirma interesse num acordo de comércio livre com os Estados Unidos

O ministro da Economia brasileiro, Paulo Guedes, disse na sexta-feira à secretária de Comércio dos EUA, Gina Raimondo, que o Brasil quer continuar as negociações para um acordo bilateral de comércio livre, agora com a administração de Joe Biden.

Guedes aproveitou uma conversa telefónica com Raimondo para reafirmar o interesse do Brasil em aprofundar a sua parceria económica e comercial com os Estados Unidos e em fazer avançar as negociações para o acordo de comércio livre, lê-se numa declaração do Ministério da Economia.

O Brasil e os Estados Unidos anunciaram em julho de 2019 o início das negociações para alcançar um acordo bilateral de comércio livre aproveitando a afinidade entre o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o então presidente dos EUA, Donald Trump.

Guedes utilizou a conversa de sexta-feira para recordar que “o comércio bilateral e os fluxos de investimento têm potencial de expansão”

O ministro “transmitiu o interesse em trabalhar em conjunto para um acordo de comércio livre moderno e ambicioso”, acrescentou a declaração.

Guedes recordou que os dois países partilham atividades bilaterais relevantes e dinâmicas, entre as quais mencionou o Fórum de Altos Executivos Brasil-EUA (“CEO Forum”) e o Diálogo Empresarial.

Na agenda ambiental, uma questão que tem gerado críticas por parte de Biden das políticas de Bolsonaro para enfraquecer a luta contra o desflorestamento na Amazónia, Guedes recordou a grande quota de fontes renováveis, principalmente hidroelétricas, na matriz energética brasileira.

“O ministro reafirmou que o Brasil tem um número significativo de atividades no domínio das energias renováveis e na agricultura competitiva e sustentável, e que está disposto a expandir a sua parceria com os Estados Unidos nesta área”, conclui a nota.

Related posts
MundoPolítica

EUA convida Coreia do Norte a retomar diálogo sobre armamento nuclear

EconomiaMundo

Iniciativa antimonopólio dos EUA pode revolucionar a Internet e as grandes empresas de tecnologia

ChinaHong Kong

EUA instam Hong Kong a “parar de atacar a comunicação social”

BrasilPolítica

EUA e Brasil comprometem-se com "parceria estratégica" e abordam metas ambientais

Assine nossa Newsletter