Vacinas russas em troca de israelita presa na Síria - Plataforma Media

Vacinas russas em troca de israelita presa na Síria

Israelitas terão pago quase um milhão de euros à Rússia para que esta dê a Sputnik V aos sírios, que libertaram a jovem.

O governo israelita terá usado vacinas contra a covid-19 como moeda de troca para garantir a libertação de uma jovem que estava detida na Síria. O acordo entre os dois inimigos foi feito graças à mediação da Rússia, que terá recebido cerca de um milhão de euros de Israel para fornecer a sua vacina Sputnik V aos sírios.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, agradeceu ao presidente russo, Vladimir Putin, a sua ajuda na libertação da mulher de 25 anos, que os media dizem terá cruzado a fronteira com a Síria nos Montes Golã. “Eu pedi ajuda dele e ele agiu”, disse Netanyahu, apelidando Putin de “meu amigo”.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
MundoSociedade

O tratamento israelita que promete revolucionar o combate à covid-19

Sociedade

Com 4 milhões de vacinados, Israel terá 'crachá covid' para diferenciar acessos

Sociedade

Israel confirma boas notícias: vacina da Pfizer reduziu em 94% os casos sintomáticos de covid-19

MundoSociedade

Covid-19: Vacinação em Israel mostra taxa extremamente baixa de infeções

Assine nossa Newsletter