China faz triagem em larga escala na província de Xinjiang após surto

China faz triagem em larga escala na província de Xinjiang após surto

A China lançou uma nova campanha de triagem em larga escala no noroeste do país, onde 137 casos de infeção por coronavírus foram detetados em Kashgar, indica a agência AFP

Os testes, que se iniciaram na noite de sábado, vão abranger 4,75 milhões de pessoas dentro e nos arredores de Kashgar, na província de Xinjiang, depois de um jovem trabalhador de uma fábrica têxtil testar positivo ao covid-19.

A China, país onde o coronavírus foi oficialmente detetado pela primeira vez no final de dezembro de 2019, antes de se espalhar pelo mundo, tem conseguido conter a pandemia no seu território com muitos testes, medidas de contenção e restrições de circulação, mas surtos locais têm surgido esporadicamente.

Os novos casos positivos, todos assintomáticos, estão ligados a uma fábrica no condado de Shufu, onde uma jovem e os seus pais trabalham, revelou a Comissão de Saúde de Xinjiang.

Até ao momento, mais de 2,8 milhões de amostras já tinham sido recolhidas na região afetada e os restantes testes estão programados para os próximos dois dias, adiantou o município local.

Kashgar – perto da fronteira com o Paquistão, Afeganistão, Tadjiquistão e Quirguistão – é uma cidade da Região Autônoma Uigur de Xinjiang.

Muitos uigures dizem ser alvo de perseguição política e religiosa pelas autoridades chinesas, o que Pequim tem vindo a negar sistematicamente.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 42,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Surto de legionela no norte de Portugal já fez cinco mortos e 46 infetados

ChinaMacau

Macau impõe quarentena a quem chegar da prefeitura chinesa de Kazilsu Kirgiz

ChinaMundo

Grupo de 39 países exige à China respeito pelos direitos humanos em Xinjiang

FuturoMundo

Descoberto surto de doença infecciosa ocorrido há quatro mil anos

Assine nossa Newsletter