Blanca, jornalista, "organiza" cadáveres de Covid-19 em ruas do Equador - Plataforma Media

Blanca, jornalista, “organiza” cadáveres de Covid-19 em ruas do Equador

O cacique “Guayas” e sua esposa “Quil” foram símbolos da resistência aborígene, que, diz o povo equatoriano, escolheram lutar até à morte, em vez de prestar vassalagem aos conquistadores espanhóis, que aqui chegaram em 1538, capitaneados por Francisco de Orellana. Independente desde 1820, centro de indústrias da pesca e de manufatura do país, Guayaquil é a segunda maior cidade do Equador, depois da capital, Quito. Fica na margem ocidental do rio Guayas, que dá nome à província e desemboca no golfo de Guaiaquil, no Oceano Pacífico.

Blanca Moncada Pesantes é jornalista do diário Expresso de Guayaquil, a cidade equatoriana que, por estes dias, é o epicentro da Covid-19 no país e que, sozinha, chega a ter mais caos do que vários países sul-americanos.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
MundoPolítica

Atraso da vacina nos países mais pobres ameaça economias desenvolvidas

BrasilPolítica

União Europeia quer quarentena de 14 dias para quem chega do Brasil

PortugalSociedade

Mais 252 mortes e 6923 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Mundo

Presidente mexicano López Obrador anuncia que tem covid-19

Assine nossa Newsletter