Já não dá - Plataforma Media

Já não dá

O que hoje devia estar em causa na sociedade brasileira, não podia ser o regresso de Lula, mas sim o sucesso do Brasil. Enquanto não existir um amplo acordo na sociedade, que junte todos, ricos e pobres, políticos e juízes, o gigante sul americano vai continuar mergulhado no caos, quando podia facilmente ser um dos maiores países do mundo, até porque, depois de Portugal, já é o mais bonito. 

Há um clima de guerrilha entre os dois únicos poderes que ainda estão organizados no Brasil: O PT e os Juízes. Os políticos que se mantiveram no poder são tão frouxos que apenas gerem o descalabro. Assim, “canarinha” nunca mais ganha o campeonato do progresso! 

Mas o que agora acontece no Brasil pode acontecer em qualquer lado. É o retrato exato de um mundo onde a separação de poderes é atropelada diariamente pela possibilidade que a internet dá, aos poderes instituídos e a outros indeterminados, de contaminarem a democracia da pior forma:  manipulando a opinião pública com notícias falsas e factos alternativos. Todos os atores o fazem – políticos, lóbis económicos, instituições, até estados estrangeiros – mas não é admissível que os juízes o façam. A sua missão é garantir a justiça não exercer o poder. Isso nunca pode acontecer. 

O pior mundo possível é aquele onde um dos três poderes (legislativo, executivo e judicial) ganha vantagem sobre os outros. Tudo piora se esse poder é o único que não é eleito pelo povo. O escrutínio popular é, mal ou bem, a única 

garantia de que a sociedade continua a funcionar decentemente. 

Infelizmente, quase nunca os interesses de um cidadão da classe média são iguais aos daqueles que não têm dinheiro, até porque entre eles existe um imenso fosso que resulta diretamente das diferenças no acesso à educação e à informação.  Quando isso muda, como aconteceu no milagre económico brasileiro da década passada, o resultado está à vista. 

Quando o povo acede à informação, interpreta-a com os seus próprios olhos e sente-se mais perto do poder; e quando o povo chega ao poder, como aconteceu com os políticos do PT de Lula da Silva, as tentações são maiores e os 

escândalos sucedem-se. 

O que o Brasil não pode permitir que aconteça é que, em nome de uma justiça momentânea se perca uma democracia secular. É preciso por uma pedra no assunto, acertar contas com a história e seguir em frente. 

Lula lá, já não dá.  

02.02.2018

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter