Início » Pedro Reis para dinamizar a plataforma sino-lusófona

Pedro Reis para dinamizar a plataforma sino-lusófona

O novo ministro da Economia, Pedro Reis, é o nome escolhido em Lisboa para a 6º edição da Conferência Ministerial do Fórum Macau, de 21 a 23 deste mês de abril. O recém-eleito Governo de Luís Montenegro definiu a diplomacia económica como uma das prioridades políticas da legislatura, tendo nesse contexto anunciado a transferência da Agência para o Investimento e Comércio Externo (Aicep), da tutela dos Negócios Estrangeiros para o Ministério da Economia.

Pedro Reis terá a primeira intervenção de relevo em palcos internacionais precisamente em Macau, depois de ter sido presidente da Aicep no Governo de Passos Coelho, altura em que organizou várias missões empresariais, com foco na exportação, e liderou estratégias de captação de investimento estrangeiro. O ministro da Economia é o primeiro representante do novo Governo português a cruzar-se com altas patentes chinesas, numa fase titubeante das relações bilaterais. Primeiro, com a exclusão da Huawei da rede de 5G em Portugal; depois, com Portugal a ficar de fora de duas listas de isenções de visto para a China.

Em 2023, a China foi o quinto principal fornecedor de bens a Portugal – cinco por cento das compras portuguesas ao estrangeiro. E é já o 16.º país de exportação de produtos portugueses, com 1.309 empresas a venderem para território chinês, em 2022; e 402 empresas portuguesas exportaram serviços para Macau. Num comunicado de imprensa publicado em Portugal, o gabinete de Pedro Reis esclarece que em Macau tentará “consolidar o intercâmbio económico e comercial entre a China e os PLP, dinamizar o papel de Macau enquanto plataforma de cooperação e fomentar o desenvolvimento comum do Interior da China, dos PLP e de Macau”.

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!